Dolce vita

Sou apaixonada por Tiramisu. Sem conhecer muito a história dessa tradicional sobremesa italiana, sempre o imaginei como o pai dos pavês.  A primeira vez que comi pensei: Ué! Isso é pavê!

E como pavê, existem mil e uma receitas de Tiramisu por aí. Esta que compartilho aqui é resultado de alguns testes mas nenhum fracasso. Onde já se viu biscoito + creme + café + chocolate ficar ruim? Comecei com a do Antonio Carluccio, fui juntando princípios do original e alterando as proporções e aromas até chegar no livro “Panelinha” da Rita Lobo que traz três versões e concluir os testes adicionando gemas. Espero que gostem. Ficou indescritível de bom.

 

 

Tiramisu 

 
 
Ingredientes
 
Para o creme:
200 gr de queijo mascarpone
1/2 xícara de creme de leite fresco
02 gemas
1/2 xícara de açúcar
Raspas de 1/2 limão siciliano
1 colher de café de extrato de baunilha
Chocolate em pó para decorar
 
Para umedecer o biscoito:
02 colheres de sopa de licor de laranja ou rum
1/2 xícara de café bem forte ou expresso sem açúcar
12 unidades de biscoito champagne
 
 

Preparo 

 
Comece colocando um pouco de água para ferver. Não precisa ser muita água. Menos da metade da panela que você escolher para usar.  Em uma tigela de alumínio ou vidro, separe as gemas, acrescente o açúcar e com ajuda de um batedor de arame comece a misturar fora do fogo.
 
Quando a água tiver fervido, desligue o fogo e leve a tigela com as gemas para sobre a panela para cozê-las em banho-maria. Mexa vigorosamente até as gemas dobrarem de volume e ficarem bem clarinhas. Adicione o mascarpone e o creme de leite. Bata por 2 minutos até ficar um creme leve. Esta etapa você pode fazer na batedeira se preferir. Por fim, junte as raspas de limão e a baunilha. Reserve. 
 
Você pode montar o Tiramisu em uma vasilha grande ou em porções individuais. Comece com uma camada de creme. 
 
Num prato, misture o licor e o café. Molhe os biscoitos apenas de um dos lados e transfira para a vasilha de servir em seguida. Este processo é rápido. O biscoito deve ficar em contato com o liquido por no uns 2 segundos. Rápido mesmo.
 
Me lembro que quando eu era pequena minha mãe dava esta tarefa pra mim e minha irmã. Nós mergulhávamos o biscoito no leite e o pavê ficava escorrendo leite. Nós adorávamos. Mas olhando em retrospectiva não ficava muito bom mas a diversão compensava. 
 
Bom, depois desse desvio nostálgico e de 2 segundos com o biscoito no liquido. Acomode-o na vasilha com o lado molhado para cima. Continue montando o tiramisu intercalando biscouto e creme. Finalize com creme e salpique o chocolate em pó com ajuda de uma peneirinha.
 
Algumas considerações sobre a receita:
 
A quantidade é boa para servir num almoço com 4 a 6 pessoas. Para servir mais gente, sobre ou triplique a receita.
 

 

Há quem não use gemas ou use-as cruas. Prefiro este trabalhinho a mais. Vale a pena. O creme fica com uma textura inigualável. Eu recomendo provar o doce do creme e ajustar o açúcar se for preciso.   

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *